terça-feira, março 27, 2007

Curtas e Grossas...(difíceis de engolir)



#1 – Anistia incentiva ocupação irregular

A Câmara Municipal de São Paulo (atenção: eu falei SÃO PAULO, não falei Xiririm no sertão do Piauí) aprovou uma lei em 27 de Dezembro último (reparem a data) que isenta do IPTU os moradores (leia-se: invasores) em áreas de preservação ambiental!!! Entre elas está o entorno da represa de Guarapiranga que, por acaso, abastece grande parte da capital paulista...


#2 – Lotes à venda em Guarapiranga: Tratar com o PCC

Não bastasse a calamidade acima, você sabe, miséria pouca é bobagem, o PCC (eu falei: PCC, Primeiro Comando da Capital, não PSDB) assumiu a função de loteador. Terrenos são invadidos e subdivididos; uma singela associação de moradores é formada e quem cobra as mensalidades é o grupo criminoso.
Você já entendeu, não é? Não preciso repetir que as áreas invadidas e loteadas são, além de tudo, de PRESERVAÇÃO AMBIENTAL!
Tá sentindo um gostinho diferente na água?


#3 – Vai piorar

Não só os aeroportos estão mal administrados, pondo em risco a vida e testando a paciência dos cidadãos. (A infraero não tem dinheiro para reaparelhar o essencial, mas financia até o MST.)

Numa escala de 1 a 10, o ensino brasileiro tem nota abaixo de 4, no Índice de Desemvolvimento da Educação Básica, para chegar a 6 (aceitável) levará 15 anos, segundo o ministro Haddad.
E que tal as estradas brasileiras (nisso S. Paulo ainda é privilegiado), estão abaixo da crítica! E o sistema de saúde? E as contas da previdência, então? (coisa que raros brasileiros conhecem)
Você também não está satisfeito? Espere! Vai piorar!
O estado brasileiro SEMPRE foi incompetente. E, a bem da verdade, não é privilégio só do PT...Entretanto, com eles no poder, perdeu a graça. “Nunca antes neste país”...foi tão dramática a incompetência, conseguiram vulgariza-lá ao extremo! Simplesmente banalizaram a imcompetência...


#4 – A verdade NÃO compensa.

Passado um ano da demissão do todo poderoso ministro Palocci, envolvido na quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francelino Costa, o Nildo, (e outras grandes maracutaias - só para usar uma das expressões prediletas do Lula - antes de se eleger) o inquérito está parado no STF, aguardando parecer do ministério público...
Enquanto Palocci, hoje deputado federal, com foro privilegiado, lança livro, dá entrevista e faz palestra como celebridade, Nildo perdeu o emprego, a mulher e a tranqüilidade. Desempregado, ele vive o estigma do delator e sobrevive de bicos.
Não é surrealista que ninguém em Brasília queira empregá-lo?
Êta povinho bão...


A pergunta que deixo para cada um responder é: Para que temos o estado e suas instituições? Por que sustentar essa casta de privilegiados incompetentes, se não cumprem minimamente o seu papel?

3 comentários:

Abreu disse...

Freeman,

É verdade que uma forma de "fazermos o nosso papel" é escrevermos nos blogs. Todavia, algo está falhando para dar consistência às nossas justíssimas e fundamentadas idignações.

Quais respostas Você espera às suas indagações?

Quantas Você conta receber?

Precisamos aprender a agir.

Rápido!

Sds.,

Freeman disse...

Abreu:
As perguntas aqui são usadas mais como um circunlóquio, um pleonasmo, um apelo à meditação. Não têm qualquer pretenção estatistica.
Em termos de eficácia, o ideal seria se pudessemos simplesmente defenestrar essa corja de parasitas que se tornou, via de regra, a classe política, substitui-la por cidadãos côncios e reconstruir as instituições.
Entretanto, sem o crescimento da concientização e da manifestação expontanea, em todos os sentidos, restará o uso da força, meio pouco democrático, digamos.
De qualquer forma, ficaria feliz em conhecer as suas sugestões para a ação.

BASTA DE AVILTAMENTO NACIONAL! disse...

O APAGÃO É NACIONAL

Estupefato o Brasil está assistindo o “CAOS NACIONAL”. Deixou de ser um apagão para transformar-se num “CAOS NACIONAL” Não se trata de uma simples insubordinação de meia-dúzia de Sargentos da FAB. Não se trata de uma simples crise localizada no setor de Controle do Tráfego Aéreo Brasileiro. Não se trata de um “motim localizado”, como pretendem os Comandantes Militares, agora melindrados com a revolta na tropa. O “Apagão é Nacional”. O “Caos é Nacional”. A “Baderna está generalizada” O retrato dos Aeroportos é o retrato de todos os setores da Administração Pública do Brasil: 01) Há um apagão na Segurança Pública.
02) Há um apagão na Saúde Pública.
03) Há um apagão na credibilidade do Poder Legislativo.
04) Há um apagão na credibilidade do Poder Judiciário.
05) Há um apagão na credibilidade do Poder Executivo.
06) Há um apagão moral no País, causado pela insensatez de “Homens P´publicos” que não zelam nem pela própria moral..

A revolta dos Controladores da Aeronáutica é só uma ponta do Iceberg da desmoralização geral de todas as autoridades constituídas, inclusive dos Comandos Militares, que nada fazem em favor de melhoria salarial da tropa. Esta revolta não é só dos Sargentos da Aeronáutica, é uma revolta de todos os brasileiros sufocados com uma política econômica suicida.
A revolta é também dos Sargentos, Cabos e Soldados da Marinha, do Exército, da Polícia Federal, da Polícia Militar, dos Médicos, dos Professores, enfim, de todas as classes trabalhadoras do País, que não vivem dos golpes milionários praticados pela cúpula da Administração Pública. Quem não rouba dinheiro de merenda, de ambulâncias, de Ministérios, de Autarquias, só pode estar revoltado com a roubalheira nacional. Querer culpar os Sargentos da Aeronáutica é o mesmo que jogar fora o sofá em que a mulher foi encontrada traindo o marido. A culpa é do sofá! É pura hipocrisia se escandalizar com a revolta dos sargentos do SINDACTA, o que está ocorrendo no Brasil é muito mais dramático e perigoso.
O Brasil assistiu passivamente a apresentação diária de vendilhões da Pátria assaltando os cofres públicos, sem que nenhuma autoridade tenha tido a coragem de se revoltar, falado em punição. Deveria haver repulsa e punição aos ladrões que assaltam os cofres públicos, mas ninguém esbraveja de revolta contra os corruptos, ativos e passivos.
Ainda neste momento, a Nação assisti o comércio que se transformou a “Reforma Ministerial” O Presidente da República vai para a TV dizer que os Ministros de Estado ganham muito pouco. Mais ainda: Diz publicamente que os Usineiros da Cana são Heróis. Não há Sargento, ganhando R$ 1.600,00 por mês que não se revolte. Pior ainda se este Sargento é responsável pela segurança de trinta aeronaves simultaneamente. Aí está a origem da nossa crise institucional Quebra de disciplina e hierarquia é roubar o povo e sair impunemente rindo diante das Câmeras e Microfones da Mídia, num escárnio cínico de deboche à toda Nação Brasileira. Um Presidente fraco, ineficiente, arruinado moralmente diante de uma classe média, que produz riquezas, movimenta a economia, mas que verga sob o peso de uma carga tributária infame, que está arruinando tudo o que foi construído moralmente até hoje, com a conivência, inclusive, dos Comandantes Militares que se submetem a uma autofagia institucional, sem reação alguma. Se revoltar contra Sargentos é fácil. Por que não se manifestaram contra as roubalheiras de Ministros e Secretários de Estado. Por que não se manifestam contra Deputados, Senadores e um judiciário moroso, débil e ineficaz? A revolta dos Sargentos da Aeronáutica é só o primeiro indício de ruína das instituições nacionais, conseqüência lógica e inquestionável de um “Apagão Nacional” que se avizinha de um Poder apodrecido pelos desmandos, pelo cinismo, pela roubalheira, pela impunidade, pela morosidade da justiça, pela falta de Segurança Pública, pela carga Tributária, pelos desvios do dinheiro público, enfim, arruinado e desmoralizado por todas as canalhices que todos nós conhecemos e deploramos. Estou convencido que outros Sargentos ainda manifestarão sua revolta e então os Comandantes Militares ficarão sem ter quem execute suas ordens.

RUI SANTOS DE SOUZA


rui.santos@hotmail.com
2007-04-03 15:39:16.0 -


RESERVAER



RUI SANTOS DE SOUZA